quinta-feira, 3 de outubro de 2019

CORINGA... NÃO É PARA QUALQUER UM...

Finalmente acabou a ansiosidade e pude conferir o novo filme da DC comics que realmente nos deu o que muitos queriam e mostrou que filmes de heróis e vilões podem tomar outros caminhos, confira minha opinião sobre este filme tão falado.

Bem aqui deixo expressada minha opinião sobre o filme claro que não darei spoilers aqui então fique tranquilo, um novo post será feito com spoilers no final de semana e este sim darei mais detalhes do que é visto no filme, até lá você pode acompanhar esta matéria ou correr para os cinemas, então sem demora vamos lá!





A história realmente mostra o que o trailer nos passa porém muito mais pesado do que imaginamos, nesta versão temos Gotham sendo engolida pela violência e política que é algo bem forte no filme, em meio aos ratos do tamanho de gatos temos Arthur Fleck, um homem franzino e magro com seus problemas tanto psicológicos quanto em sua carreira, morando junto com sua mãe ele enfrenta vários problemas, mas tudo muda depois de um dia ruim...




Uma das coisas bem notáveis que irá ver no filme principalmente se você gosta de filmagens ou até as faz é que alguns os planos de filmagens e enquadramentos durante algumas cenas são grandes onde mostra o personagem ou objetivo sendo mostrado ao canto ou menor do que deveria mostrando mais dos detalhes do cenário ou fazendo você procurar por algo ali inserido lembrando até alguns quadros de página inteira de quadrinhos, as cores mesmo que o filme seja um tanto sombrio ou pesado destacam certas cenas e trazem um toque de vida diferente a cena, algumas cenas também são filmadas de modo como se nós estivéssemos espionando o personagem o que achei bem interessante, um outro detalhe são como algumas tomadas são feitas de modo que pegue tantos detalhes que mesmo não sendo um cinema IMAX você consiga ver tudo o que há para se ver ali.


As músicas simplesmente combinam com as cenas e além do ritmo podemos prestar bastante atenção em suas letras que mesmo sendo músicas clássicas trazem algo que combina perfeitamente com os acontecimentos principalmente na letra, há momentos em que a música é brutalmente trocada ou parada mas isso também é proposital trazendo uma ambientação mais instável como a mente de Arthur, é como se víssemos um espelho quebrado onde vemos a imagem mas de forma distorcida, então a música irá estar ali mas dando um sentido diferente.

Atores e atrizes, na história temos poucos personagens mas cada um deles sendo importante para a história, todos sem exceção estão ótimos em seus papéis sejam eles grandes ou pequenos, claro que Joaquin Phoenix está em destaque pois o filme gira em torno dele e sua transformação e assim ele consegue nos trazer a dualidade do personagem com perfeição e maestria seja normal ou como o Coringa, há coisas também que acontecem no filme que consegue nos enganar e trazer um outro olhar para o personagem ou o enredo e nos faz parar para pensar várias vezes no que estamos vendo, dentro da história temos drama vivido por Arthur e sua Mãe, temos leves toques de comédia o que dá uma pausa para o clima pesado do filme e claro temos o suspense de querer saber o que será que irá acontecer em seguida, tudo isso se encaixando perfeitamente.


Referências é claro temos várias delas você seja fã de quadrinhos ou de cinema, elas estão lá bem sutis mas ali presentes no filme, se você gosta de cinema verá facilmente referências a Laranja Mecânica, Chaplin, Taxi Driver e alguns mais recentes como Clube da Luta, Man Down entre outros, se você gosta de quadrinhos você terá falas e algumas imagens que te farão satisfeito, Coringa pode ter facilmente seu universo próprio trazendo coisas novas para o cinema ou te fazendo enxergar de uma maneira bem diferente uma história contada centenas de vezes.
Coringa realmente não é um filme para qualquer um, não é necessário ter lido todas as HQ's para entender ou ter assistido todos os filmes da DC também mas sim ter a mente aberta para se deixar levar e ver onde isso tudo vai dar, agora a DC pode sim ter entrado com pé direito mostrando o que realmente é a DC comics e que ela é bem diferente da Marvel podendo utilizar agora da sua nova Black Label mostrando algumas coisas mais nuas e cruas nos cinemas.

Resumindo o filme me trouxe e me mostrou o que queria e realmente passou das minhas expectativas, ainda mais quando uma cena acontece exatamente como imaginei que aconteceria, isso para mim foi demais, há muitas coisas inteligentes postas no filme e sacadas que você irá pegá-las ao ver com muita atenção ou assisti-lo mais de uma vez, tudo ali é posto por algum motivo sejam músicas, falas ou até cenas feitas com algum tipo de enquadramento diferente, Coringa para mim facilmente tem sua nota 10/10 e com certeza assistirei novamente.


Bem como dito Coringa não é para qualquer um, se você gosta de cinema ok, se você gosta de quadrinhos ok, mas vá de mente aberta para assisti-lo pois está história mostra uma origem própria de uma maneira totalmente diferente e pode ter certeza que após assistir você irá debater com alguém sobre o filme ou a história dele, finalizando assista ao filme em sua estréia ou corra para garantir seu lugar nos cinemas para o final de semana em minha opinião vale muita a pena e irá te surpreender de uma forma ou de outra, não perca pois este pode ser o início de algo novo nos cinemas.






Nenhum comentário:

Postar um comentário